/
/
Ação Judicial de Oposição à Nacionalidade Portuguesa: Do que se trata e como proceder?

6 de Setembro, 2016

Ação Judicial de Oposição à Nacionalidade Portuguesa: Do que se trata e como proceder?

Leitura: 3 min

Em algumas hipóteses, a Lei da Nacionalidade de Portugal prevê a possibilidade do Ministério Público opor-se ao deferimento do pedido de nacionalidade portuguesa, através de uma ação judicial específica, por entender não estarem preenchidos os requisitos legais para tanto. Trata-se da denominada “Ação de Oposição à Nacionalidade”, que pode ser interposta dentro do prazo de um ano a contar da data do fato de que depende a aquisição da nacionalidade.

Especificamente, a “Ação de Oposição à Nacionalidade” pode ser proposta pelo Ministério Público nos casos de requerimento da nacionalidade por efeito da vontade ou da adoção, onde se inclui a hipótese de requerimento em função de casamento ou união de estável com nacional português. Em geral, o Ministério Público costuma apresentar como fundamento de oposição à nacionalidade a inexistência de ligação efetiva do requerente à comunidade nacional portuguesa.

Portanto, caso o Ministério Público proponha a Ação de Oposição à Nacionalidade, com fundamento na ausência de ligação efetiva à comunidade portuguesa, o requerente é citado para contestar. A contestação deve ser feita através de Advogado (inscrito na Ordem dos Advogados de Portugal), que pode optar por apresentar mais provas e documentos que apontam para a existência de um vínculo efetivo do réu com a comunidade nacional portuguesa ou, alternativamente, que pode optar por requerer a inversão do ônus da prova, visando fazer com que caiba ao Ministério Público demonstrar fatos que comprovem que o réu não possui a referida ligação. Cada caso deve ser analisado individualmente, uma vez que ambos os fundamentos para contestação judicial são válidos.

Por muitos anos o tema sobre a quem incumbe o ônus da prova da ligação efetiva à comunidade portuguesa, em sede de Ação de Oposição à Nacionalidade, era bastante controverso no âmbito jurisprudencial, uma vez que havia juízes que entendiam que este ônus caberia ao requerente da nacionalidade, enquanto outros entendiam que caberia ao Ministério Público. Contudo, recentemente o Superior Tribunal Administrativo proferiu acórdão uniformizador de jurisprudência sobre esta questão, decidindo, finalmente, que cabe ao Ministério Público provar a inexistência de ligação efetiva do réu à comunidade nacional portuguesa (Acórdão do STA de 16-06-2016, Processo n.º 201/16).

Assim, o requente da nacionalidade portuguesa, por efeito da vontade ou da adoção, continua a ter que se pronunciar sobre a existência de ligação efetiva com a comunidade nacional no âmbito do seu respectivo processo administrativo. Entretanto, por força do referido acórdão uniformizador, caso entenda pela inexistência da efetiva ligação à comunidade, em sede de Ação de Oposição o Ministério Público deve não apenas alegar tal fato como também o provar, o que facilita significativamente a situação/defesa do requerente.

Autora: Roberta Fraser
Cidadania & Imigração

*A informação contida no presente artigo é prestada de forma geral e abstrata, não substituindo a consulta e a assistência profissional qualificada e dirigida ao caso concreto. O conteúdo deste artigo não pode ser reproduzido, no seu todo ou em parte, sem a expressa autorização do autor.

Mudar para outro país é uma experiência empolgante, mas também pode ser complicada no que se refere às questões fiscais. Para garantir uma mudança segura e bem-sucedida, é importante contar…
O mês de maio é um período de intensa movimentação nas cidades universitárias de Portugal. Durante esse período, os estudantes e a comunidade em geral estão em contagem regressiva para…
Portugal é um país cada vez mais procurado por estudantes de todo o mundo que desejam realizar um mestrado no exterior. Isso se deve principalmente à alta qualidade da educação…
Já comparou o custo de vida entre Portugal e Espanha com o de uma cidade dos Estados Unidos como San Francisco? Não é surpreendente que muitos americanos estejam se mudando…
Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram

Autor:

Atlantic Bridge

Você pode gostar também:

Franquias em Portugal de baixo investimento: um negócio viável e rentável

Autor:

Atlantic Bridge

Leitura: 9 min

26 de Agosto, 2019

Great-grandchildren or great-great-grandchildren of Portuguese nationals may be entitled to Portuguese nationality

Bisneto de Português Tem Direito a Nacionalidade Portuguesa?

Bisneto ou trineto de português poderá ter direito à nacionalidade portuguesa desde que um familiar mais próximo a obtenha primeiramente. Não é possível pular duas gerações.

Autor:

Atlantic Bridge

Leitura: 7 min

13 de Julho, 2023

How much do I need to invest in funds to access the Golden Visa Portugal? Currently

Golden Visa Portugal através de fundos de investimento

Quanto Devo Investir em Fundos para Aceder ao Golden Visa Portugal? Atualmente, exige-se um aporte no valor mínimo de € 500.000,00.

Autor:

Atlantic Bridge

Leitura: 5 min

28 de Junho, 2022

Melhores Festivais de Música em Portugal em 2023

Autor:

Atlantic Bridge

Leitura: 9 min

27 de Março, 2023

Is public health in Portugal good? Portugal has a high quality health system

A Saúde Pública em Portugal é Boa?

A saúde pública em Portugal é boa? Portugal dispõe de um sistema de saúde de alta qualidade, com excelentes equipamentos, uma rede hospitalar moderna e profissionais qualificados.

Autor:

Atlantic Bridge

Leitura: 6 min

24 de Agosto, 2023

Portugal foi classificado como um dos dez melhores destinos de luxo do mundo

Portugal Entre os Dez Principais Destinos de Luxo do Mundo

Portugal foi classificado como um dos dez melhores destinos de luxo do mundo, de acordo com a Condé Nast. O estudo mostrou que 38% destes viajantes de luxo têm a intenção de gastar até oito mil euros por pessoa em suas férias.

Autor:

Atlantic Bridge

Leitura: 3 min

15 de Junho, 2023