/
/
/
Bisneto de Português Tem Direito a Nacionalidade Portuguesa?

13 de Julho, 2023

Bisneto de Português Tem Direito a Nacionalidade Portuguesa?

Bisneto ou trineto de português poderá ter direito à nacionalidade portuguesa desde que um familiar mais próximo a obtenha primeiramente. Não é possível pular duas gerações.
Great-grandchildren or great-great-grandchildren of Portuguese nationals may be entitled to Portuguese nationality
Leitura: 7 min

Você tem bisavós ou tataravós portugueses e está animado com a possibilidade de obter a sua nacionalidade Portuguesa? Então esse artigo é perfeito para você! A atual Lei da Nacionalidade não prevê uma hipótese de atribuição de nacionalidade portuguesa para bisneto de português, como o faz expressamente para filhos ou netos. Desse modo, o fato de possuir um bisavô ou trisavô português não gera, por si só, direito a requerer a cidadania portuguesa por essa via.

Mas as esperanças não estão perdidas! Descubra como você pode ser elegível para a cidadania portuguesa por meio de laços familiares mais próximos e aproveitando condições específicas.

Como um bisneto de português pode tirar a cidadania portuguesa?

Para requerer a cidadania portuguesa como bisneto, é preciso que um dos seus pais ou avós (filho ou neto do português) obtenha a cidadania portuguesa primeiro.

Desse modo, será estabelecida uma linha direta de descendência e você terá o direito de solicitar a sua cidadania portuguesa. No entanto, é importante ressaltar que o requerente da cidadania portuguesa precisa estar vivo. Não é possível solicitar a cidadania para um parente falecido. Isso pode limitar a viabilidade de obtenção da cidadania para alguns bisnetos.

Quantas gerações para a cidadania portuguesa?

Segundo a Lei da Nacionalidade Portuguesa é possível solicitar a cidadania de forma direta apenas até a segunda geração (neto). Em outras palavras, não é possível “pular” duas gerações. No entanto, como explicado anteriormente, caso os requerentes de cidadania estejam vivos, ela poderá ser transmitida sem um limite de gerações, desde que todos atendam aos requisitos estabelecidos pela lei.

Quer viver na Europa?

Concretizar seu objectivo de morar na europa ou ter cidadania europeia, pode ser mais simples do que você pensa. Oferecemos suporte personalizado para tornar o processo de imigração mais acessível e descomplicado.

Nacionalidade para netos está mais fácil

Atualmente, os pedidos de cidadania portuguesa para netos ainda exigem a comprovação de vínculos de ligação efetiva dos requerentes com Portugal. Entretanto, a Lei da Nacionalidade passou por alterações em 2020. Com isso, o conhecimento da língua portuguesa passou a ser interpretado como um vínculo e, portanto, suficiente para essa comprovação.

Ou seja, para quem é natural de um país membro da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa), a aquisição de nacionalidade portuguesa para netos ficou mais fácil. E por conseguinte, a nova lei também beneficia quem é bisneto.

Já para quem não fala português, a alternativa mais viável ainda é pedir a nacionalidade do filho de português, transmitindo-a por gerações, até o bisneto. Isso porque filhos de português não estão sujeitos à comprovação de vínculos (e também estão dispensados da prova de conhecimentos da língua portuguesa).

Mais uma vez, destacamos que, para isso, todos os requerentes deverão estar vivos.

portuguese citizenship for great-grandson

É possível transmitir essa cidadania aos descendentes?

Sim! Após obter a cidadania portuguesa como bisneto, será possível transmití-la a aos descendentes.

Isso ocorre porque a legislação portuguesa atual permite que os netos obtenham a cidadania portuguesa por atribuição direta.

Anteriormente, o neto só poderia adquirir a cidadania portuguesa por naturalização, ou seja, ao se tornar português, mas não poderia transmiti-la posteriormente.

É importante verificar qual foi a forma que o avô obteve a nacionalidade. Se tiver sido como neto, quando era derivada (antes da alteração da lei em 2015), ainda será necessário fazer a convolação da nacionalidade do avô primeiro. E só entar dar seguimento ao seu processo.

Cidadania Portuguesa para bisneto com avô falecido: Possível?

Se o bisavô da família possuía nacionalidade portuguesa, mas o filho desse bisavô (ou seja, o avô do indivíduo interessado) faleceu, ainda é possível buscar a cidadania portuguesa. Nesse caso, o descendente direto do avô falecido pode solicitar a cidadania portuguesa com base na condição de neto do bisavô português em questão. Ficou confuso? Veja o exemplo prático abaixo!

Cidadania portuguesa para bisnetos: casos práticos

Como exemplo, vamos pensar na seguinte família:

  • Antônio (Português);
  • Beto (Filho do Português);
  • Ricardo (Neto do Português);
  • Sara (Bisneta do Português).

Neste contexto, Sara (bisneta de português) gostaria de obter a nacionalidade portuguesa.

Contexto 1 – Avô e Pai Vivos

O Beto e o Ricardo, respectivamente o filho e o neto do português, estão vivos e desejam obter a nacionalidade:

  • Beto faz o pedido de nacionalidade, enquanto filho de português (Antônio). Sendo o pedido bem sucedido:
  • Ricardo faz o pedido de nacionalidade, mas agora como filho de português (Beto). Sendo o pedido bem sucedido:
  • Sara faz então o seu pedido de nacionalidade, já agora na condição de também filha de português (Ricardo)!
  • Portanto, efetivamente Sara não obteve a nacionalidade por ser bisneta, mas sim porque se tornou filha de português.

Contexto 2 – Avô Falecido e Pai Vivo

O Beto, filho do português, já é falecido, mas o Ricardo, neto do português, está vivo, fala português fluentemente (é brasileiro!) e deseja adquirir a nacionalidade:

Ricardo faz o pedido de nacionalidade, enquanto neto de português (Antônio). Sendo o pedido bem sucedido:

  • Sara faz então o seu pedido, já agora na condição de filha de português (Ricardo)!
  • Novamente, a Sara não obteve a nacionalidade por ser bisneta, mas porque se tornou filha de português.

Contexto 3 – Avô Vivo e Pai Falecido

O Beto, filho do português, está vivo e deseja adquirir a nacionalidade. Contudo, o Ricardo, o neto do português, já é falecido. Além disso, a Sara, bisneta, possui fluência em português:

  • Beto faz o pedido de nacionalidade, enquanto filho de português (Antônio). Sendo o pedido bem sucedido:
  • Sara faz então o seu pedido, já agora na condição de neta de português (Beto).
  • Neste caso, a Sara obteve a nacionalidade não por ser bisneta mas porque se tornou neta de Português.

Saiba também: Como cônjuge de português pode obter a cidadania portuguesa.

Processos de cidadania para neto costumam ser mais demorados que para filhos

Nos contextos 2 e 3 descritos acima, o número de pedidos de nacionalidade será reduzido a dois. Pode aparentar que, com isso, se reduz o tempo total para obtenção da nacionalidade do bisneto, o que não costuma ser verdade. A razão é que a tramitação dos pedidos por neto de português demoram bem mais tempo na Conservatória e Consulados do que os pedidos de nacionalidade feitos por filhos de português (conforme o contexto 1).

Cidadania portuguesa para trinetos, é possível?

O mesmo raciocínio dos bisnetos se aplica aos trinetos. Contudo, com as chances naturalmente reduzidas, tendo em vista a maior probabilidade dos seus ascendentes (filho/a ou neto/a do português) já estarem falecidos. É importante lembrar que não é possível pular duas gerações.

E a naturalização excepcional para descendentes?

Embora o Artigo 6º, nº6 da Lei da Nacionalidade preveja a hipótese do pedido de nacionalidade de bisneto por naturalização, essa não costuma ser uma via de fácil acesso, além de ser bastante incomum. Só é concedida caso o requerente consiga demonstrar a existência de fortes vínculos com a comunidade nacional portuguesa, e a sua aprovação depende do poder discricionário do Governo português, não estando em causa qualquer direito subjectivo dos interessados.

Cabe ressaltar ainda que esta forma de obtenção da nacionalidade portuguesa será derivada, o que significa que quem a obtiver não a poderá transmitir aos seus descendentes maiores de idade.

Vantagens da Cidadania Portuguesa

O passaporte português é considerado um dos melhores do mundo. Abre muitas portas sobretudo para quem deseja morar na Europa. Se você tem direito de requerê-la, não deixe essa oportunidade escapar! Entre as vantagens de ter a cidadania portuguesa podemos apontar:

  • Liberdade de residência, trabalho e estudo em Portugal e em todos os países da União Europeia;
  • Acesso aos benefícios sociais, como saúde, educação e previdência social em Portugal;
  • Direito de votar e participar ativamente na vida política do país;
  • Possibilidade de obter passaporte português, que permite viajar para uma ampla gama de países sem a necessidade de visto;
  • Proteção consular e assistência em caso de emergências em qualquer país que possua uma embaixada ou consulado português;
  • Herança cultural e familiar, com a possibilidade de se reconectar com raízes e tradições portuguesas;
  • Acesso a oportunidades de emprego e empreendedorismo em Portugal e no espaço econômico europeu;
  • Facilidade na obtenção de vistos e permissões de residência para familiares próximos;
  • Participação em programas de intercâmbio e bolsas de estudo específicos para cidadãos da UE.

Conclusão

Conforme apresentado anteriormente, a elegibilidade do bisneto para obter a nacionalidade portuguesa depende do contexto familiar. Nesse sentido, é necessário que pelo menos um dos ascendentes elegíveis do bisneto (pai/mãe ou avô/avó) esteja vivo e tenha interesse em adquirir a nacionalidade portuguesa previamente.

A melhor situação é aquela em que todas as gerações sucessivas buscam a nacionalidade portuguesa por meio dos filhos de portugueses. Isso evita a necessidade de comprovar vínculos com Portugal, que é exigida para os netos de portugueses cujos pais não se tornaram cidadãos portugueses anteriormente. Além disso, esse processo é geralmente mais rápido do que o processo para os netos, que tende a ser mais demorado. Ainda tem dúvidas? Fale com a Atlantic Bridge e esclareça todas elas!

É NETO OU BISNETO DE PORTUGUÊS? CONTACTE NOSSOS ESPECIALISTAS!

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram

Autor:

Atlantic Bridge

Você pode gostar também:

As Seis Melhores Cidades para se Morar em Portugal

Autor:

Atlantic Bridge

Leitura: 5 min

14 de Junho, 2019

Spain has a visa intended for those who can support themselves without the need to work in the country: Non-profitable Spanish Visa.

Tudo Sobre Visto Não-Lucrativo: o D7 Espanhol

A Espanha dispõe de um visto destinado a quem pode se manter sem a necessidade de trabalhar no país: Visto Espanhol Não-Lucrativo.

Autor:

Atlantic Bridge

Leitura: 7 min

15 de Março, 2023

Visto D3 Portugal: Visto de Trabalho para Profissionais Altamente Qualificados

Conheça o Visto D3 Portugal, criado para profissionais altamente qualificados, que já possuam uma promessa ou um contrato de trabalho com empresas portuguesas.

Autor:

Atlantic Bridge

Leitura: 9 min

19 de Fevereiro, 2024

In 2022

Onde Estão Os Ricos Do Mundo? Portugal está no top 10

Em 2022, mais de 80 mil ricos deverão se mudar para um novo país. Cerca de 1.300 vão escolher Portugal, o 7º destino mais popular.

Autor:

Atlantic Bridge

Leitura: 3 min

25 de Agosto, 2022

Vista aerea de Sevilla

Morar na Espanha: Guia Completo

Um estrangeiro pode morar na Espanha legalmente? Claro que sim! Explicamos aqui como isso é possível e como é viver no país!

Silvia Resende

Autor:

Silvia Resende

Leitura: 5 min

20 de Dezembro, 2023

Learn about the types of international remittances and their tax implications. Stay informed and manage your money wisely with Atlantic Bridge.

As naturezas das remessas internacionais e suas tributações

Autor:

Atlantic Bridge

Leitura: 4 min

1 de Agosto, 2019